Patacala

Minha foto
O estudo como um todo me transformou num ser mais cult..., o quartel deu-me algum caráter, algo de austeridade, e bastante disciplina...A vida me transforma, ainda hoje, num ser mais responsável e feliz... Tenho que pôr para fora a historiografia do espaço que me cerca...por mim, por todos que me cercam, pelos alunos e pelos meus amados descendentes... Quem sou eu, afinal? Sou auditor, mestre, pesquisador, flamenguista e carioca....um tanto quanto crazy....mas impondo pitadas de juízo e seriedade, e retirando um outro tanto de rock´n roll, atesta-se experimentalmente, probabilisticamente e aprioristicamente que eu sou normal...
Reencontrar e lidar com um mundo de transliteração cerebral....passar e absorver opiniões...dialogar e transformar o abastrato em concreto...idéias...conhecimento...admiração...deve bastar até o fim dos meus dias...

Viajar é preciso....













--------------------------------------------------------------















quinta-feira, 24 de junho de 2010

Os Navios de Guerra da Marinha afundados na 2ª Guerra Mundial

Recomendo o livro Flores ao Mar, de Raul Barreto Neto

Fala da histório trágica dos três Navios de Guerra afundados na 2ª Guerra Mundial...

Um deles, o Cruzador Bahia, afundado pela explosão de cargas de profundidade em 1945, matou 360 militares...salvaram-se apenas 33....e desses

somente 26 praças e 1 oficial sobreviveram após serem resgatados...

Meu pai, que serviu no Contra-torpedeiro Baurú, foi rendido na posição pelo Cruzador BAhia três dias antes do naufrágio, a 500 milhas da costa brasileira...

Sinistro, quase morreu....