Patacala

Minha foto
O estudo como um todo me transformou num ser mais cult..., o quartel deu-me algum caráter, algo de austeridade, e bastante disciplina...A vida me transforma, ainda hoje, num ser mais responsável e feliz... Tenho que pôr para fora a historiografia do espaço que me cerca...por mim, por todos que me cercam, pelos alunos e pelos meus amados descendentes... Quem sou eu, afinal? Sou auditor, mestre, pesquisador, flamenguista e carioca....um tanto quanto crazy....mas impondo pitadas de juízo e seriedade, e retirando um outro tanto de rock´n roll, atesta-se experimentalmente, probabilisticamente e aprioristicamente que eu sou normal...
Reencontrar e lidar com um mundo de transliteração cerebral....passar e absorver opiniões...dialogar e transformar o abastrato em concreto...idéias...conhecimento...admiração...deve bastar até o fim dos meus dias...

Viajar é preciso....













--------------------------------------------------------------















domingo, 24 de abril de 2011

To you my family - Feliz Páscoa

You don't realize how much
I need you.
Love you all the time,
Never leave you.

Please come on back to me.
I'm lonely as can be.
I need you.

Said you had a thing or two
To tell me.
How was I to know you would
Upset me.

I didn't realize
As I looked in your eyes.
You told me.

Oh, yes, you told me
You don't want my lovin' anymore.
That's when it hurt me
And feeling like this,
I just can't go on anymore.

Please remember how I feel
About you.
I could never really live
Without you.

So, come on back and see
Just what you mean to me.
I need you.

But when you told me
You don't want my lovin' anymore.
That's when it hurt me
And feeling like this,
I just can't go on anymore.

Please remember how I feel
About you.
I could never really live
Without you.

Família

Família gostosa

Bagunça charmosa

Vida hermosa

Carinho de tão gostoso estar

Obrigado, força maior, por estar aqui num domingo preguiça

Do tipo que se faz gostoso estar em família 


Páscoa no Sentido Literal

Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pessach, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito.
A palavra Páscoa advém, exatamente do nome em hebraico da festa judaica à qual a Páscoa cristã está intimamente ligada, não só pelo sentido simbólico de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida), mas também pela posição da Páscoa no calendário, segundo os cálculos que se indicam a seguir.
No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
Os termos "Easter" (Ishtar) e "Ostern" (em inglês e alemão, respectivamente) parecem não ter qualquer relação etimológica com o Pessach (Páscoa). As hipóteses mais aceitas relacionam os termos com Estremonat, nome de um antigo mês germânico, ou de Eostre, uma deusa germânica relacionada com a primavera que era homenageada todos os anos, no mês de Eostremonat, de acordo com o Venerável Beda, historiador inglês do século VII. Porém, é importante mencionar que Ishtar é cognata de Inanna e Astarte (Mitologia Suméria e Mitologia Fenícia), ambas ligadas a fertilidade, das quais provavelmente o mito de "Ostern", e consequentemente a Páscoa (direta e indiretamente), tiveram notórias influências.

Cidadão Quem

Apenas a música, bela, só isso, nada demais...