Patacala

Minha foto
O estudo como um todo me transformou num ser mais cult..., o quartel deu-me algum caráter, algo de austeridade, e bastante disciplina...A vida me transforma, ainda hoje, num ser mais responsável e feliz... Tenho que pôr para fora a historiografia do espaço que me cerca...por mim, por todos que me cercam, pelos alunos e pelos meus amados descendentes... Quem sou eu, afinal? Sou auditor, mestre, pesquisador, flamenguista e carioca....um tanto quanto crazy....mas impondo pitadas de juízo e seriedade, e retirando um outro tanto de rock´n roll, atesta-se experimentalmente, probabilisticamente e aprioristicamente que eu sou normal...
Reencontrar e lidar com um mundo de transliteração cerebral....passar e absorver opiniões...dialogar e transformar o abastrato em concreto...idéias...conhecimento...admiração...deve bastar até o fim dos meus dias...

Viajar é preciso....













--------------------------------------------------------------















Música







Música, tradução de vida, percepção de ambiente, mais que um substantivo, um giro intenso na mente e história de um ser, tanto quanto advérbios de tempo, lugar e modo....superlativismo completo!

A música está presente em minha vida desde sempre....iniciou-se por acaso meu contato com tão nobre arte quando, em minha infância, herdei discos de vinil de meus irmãos bem mais velhos, que saíram de casa e deixaram-me legado tão marcante...discos empoeirados de Frank Sinatra, Janis Joplin, Air Supply, ABBA, Mamas & Papas, que eu escutava como que enfeitiçado, sons tão inovadores.




Tardes de um menino de 9 anos, à beira-mar, ao céu de estrelas, escutando uma Transamérica e uma Maldita, clássicas dos anos 80.

Sou baterista desde que ganhei meu primeiro par de baquetas, de um pai infeliz por não ter dinheiro para acompanhar às baquetas, uma batera...batucava imaginariamente no sofá de casa...somente fui ter minha batera real por uma idéia maluca de minha delícia e amada esposa (te amou!), que me deu uma de presente.





Já adolescente, vidrei em rock´n roll, após assistir ao video-crazy-punk-pós-guerra-biografia do The Doors...pirei de verdade e partia sozinho para a Laura Alvim, de 455, só para assitir video-clips do Led, Smiths e Janis, numa distante época pré-MTV.

Tardes de um menino de 13 anos, à janela de casa, escutando Camila, numa eterna Cidade...

Chorei uma semana para conseguir ir ao Rock'n Rio II, e fui...

Tardes de um adolescente de 14 anos, ouvindo até furar o the White Album, dos Beatles...

Fui punk, rock, hardcore...metal e grunge....reverenciei, como muitos rockeiros, Jim Morrison, the Lizard King, numa peregrinação à seu túmulo, no cemitério de Pere Lacheise, em Paris...






Hoje, mais velho e experiente, com sintomas de ecletismo evidentes, quem sabe não me aventuraria a reverenciar os epitáfios de Cartola ou Franscisco Alves, no S. João Batista?


Músicas que me trazem lembranças:


1982
- Pluct Plact Zum, do Raulzito
- Menino do Rio, da Baby Consuelo
-Garota Dourada, do Rádio Táxi

1983
- Você Não Soube Me Amar, da Blitz
- Brother in Arms, do Dire Straits
- Balão Mágico, da Simoni e sua Turma
- De Repente Califórnia, do Lulu Santos

1984
- Rádio Pirata e Revoluções por Minuto, do RPM
- Chuva de Prata, da Gal Costa

1985
- Boys Don´t Cry, do The Cure
- The Boys With The Torn In His Side, do The Smiths
- Faith, do Echo and The Bunnyman
- New Year´s Day, do U2
- Censura, da Plebe Rude
- Your Latest Trick, Dire Straits
- Sunday Morning, do Noel
- B 52´S, Iron Maden, Motley Crue, Whitesnake, Paralamas e Kid Abelha (Rock in Rio I)

1986
- Eduardo e Mônica, da Legião Urbana
- London,London, do RPM

1987
- Camila, do Nenhum de Nós
- Cowboy Fora da Lei, do Raulzito ( Novela Brega e Chique, da GLOBO)
- Like a Prayer, da Madonna

1988
-Astronauta de Mármore, do Nenhum de Nós
- Faroeste Caboclo, do Legião Urbana

1989
- Samba Enredo Campeão da Imperatriz Leopoldinense
- Take on Me e You Are the One, do A-HÁ

1990
- Pais e filhos e Meninos e Meninas, da Legião Urbana
- Run e What´s On Your Mind, do Information Society
- Revolta do Dândis e Alivio Imediato, do Engenheiros do Hawai
- Star e Blue Savanah, do Erasure
- Enjoy the Silence, do Depeche Mode

1991
- Groves In The Heart, do Dee-Lite
- Suicide Blond, do INXS
- Phill, Trillers and The Belliaches, do Happy Monday
- Mickey Mouse em Moscou, do Capital Inicial
- Tudo do The Doors ( Filme do Oliver Stone, Pirei!!!)
- Being Boring, do Pet Shop Boys
- Falling in Love, do Cris Isaac

1992
- Just Like the Wind, do Toni Garcia
- Soup Dragons e Faith no More no Brasil
- Pet Cemetery, do Ramones





1993
- Holy Wars, do Megadeth
- Crucificados pelo Sistema, do Ratos de Porão
- Mondo Bizarro, do Ramones
- Legalize Já, do Planet Hemp

1994
- Steve Be e Double You
- Batucada, do Gilberto Gil (Copa do Mundo dos EUA)
- Angra dos Reis, da Legião Urbana
- Barata da Vizinha, do SPC

1995
- Rap do Boréu, dos MC Danda e Tafarell
- Wave, do João Gilberto e Tom Jobim
- Desafinado, do João Gilberto
- Come Out and Play, do Offispring
- Buffalo Soldier, do BobMarley
- When I Come Around, do Green Day
- Geni, do Chico Buarque

1996
- Wonderwall, do Oasis
- Mercedez Bens, da Janis Joplin

1997
- Fórmula do Amor, do Kid Abelha e Léo Jaime
- Coisa de Pele, do Jorge Aragão
- Mila, do Netinho

1998
- A Feira, do Rappa
- 21, do Planet Hemp
- Torn, da Natalie Imbruglia

1999
- Fácil, do Jota Quest
- Casinha, do Penélope

2000
-Para No Verte Mas, do La Mosca
-Ana Júlia, do Los Hermanos
- The End, do The Doors
- Primeiros Erros, do Capital Inicial
- Album do Filme Segundas Intenções

2001
- Foo Fighters, Guns, Red Hot, Ultraje, Capital ( Rock in Rio III)
- Camisinha e Detento do Amor, do Vanderlei Andrade (Manaus)

2002
- Cuba, do Orixas
- Destilados, em Manaus









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não pare para pensar, o tempo é precioso! Comente!