Patacala

Minha foto
O estudo como um todo me transformou num ser mais cult..., o quartel deu-me algum caráter, algo de austeridade, e bastante disciplina...A vida me transforma, ainda hoje, num ser mais responsável e feliz... Tenho que pôr para fora a historiografia do espaço que me cerca...por mim, por todos que me cercam, pelos alunos e pelos meus amados descendentes... Quem sou eu, afinal? Sou auditor, mestre, pesquisador, flamenguista e carioca....um tanto quanto crazy....mas impondo pitadas de juízo e seriedade, e retirando um outro tanto de rock´n roll, atesta-se experimentalmente, probabilisticamente e aprioristicamente que eu sou normal...
Reencontrar e lidar com um mundo de transliteração cerebral....passar e absorver opiniões...dialogar e transformar o abastrato em concreto...idéias...conhecimento...admiração...deve bastar até o fim dos meus dias...

Viajar é preciso....













--------------------------------------------------------------















quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O primeiro filme sobre o Natal

Meu primeiro foi filme sobre o Natal foi algo insado...

Insano pois quando acabei de ver tive a certeza de que Papai Noel existia de verdade...

Que meus pais não haviam me enganado...

Isso, apesar de eu já ter meus 11 anos....

E o pior foi que eu fui sozinho...peguei o dinheiro de minha mesada, vi o Globo de domingo a programação dizia que estava em cartaz Santa Claus - Papai Noel....foi no Bruni-Méier....um cineminha de bairro onde hoje existe uma das muitas igrejas universais do reino da vida do mundo de Deus....

O filme se passava em Nova York, aquela magia, e de repente me transportei para o Pólo Norte, onde o bom velhinho preparava-se para a noite....descobri que ele só conseguia atender todas as crianças do mundo em função de atraso que fazia nos relógios do mundo....

E a lógica de tudo estava apenas na mágica que deveria existir para alguém da minha idade...e que depois descobri que era algo inexistente...

Foi-se a lógica....mas ficaram as rabanadas de mamis...até hoje...

Chears!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não pare para pensar, o tempo é precioso! Comente!