Patacala

Minha foto
O estudo como um todo me transformou num ser mais cult..., o quartel deu-me algum caráter, algo de austeridade, e bastante disciplina...A vida me transforma, ainda hoje, num ser mais responsável e feliz... Tenho que pôr para fora a historiografia do espaço que me cerca...por mim, por todos que me cercam, pelos alunos e pelos meus amados descendentes... Quem sou eu, afinal? Sou auditor, mestre, pesquisador, flamenguista e carioca....um tanto quanto crazy....mas impondo pitadas de juízo e seriedade, e retirando um outro tanto de rock´n roll, atesta-se experimentalmente, probabilisticamente e aprioristicamente que eu sou normal...
Reencontrar e lidar com um mundo de transliteração cerebral....passar e absorver opiniões...dialogar e transformar o abastrato em concreto...idéias...conhecimento...admiração...deve bastar até o fim dos meus dias...

Viajar é preciso....













--------------------------------------------------------------















sábado, 10 de setembro de 2011

Rock in Rio 1991 - A Minha História

O Verão de 1991 foi intenso....nos meus 14 anos de idade, colecionador de Revistas Bizz que era, conhecia a fundo o momento musical brasileiro e mundial....tinha acabado de pirar no cine Art- Madureira ao ver a Biografia dos The Doors , de Oliver Stone e sabia de antemão que participar do Rock in Rio era algo mais do que histórico....era parte de minha essência e formação pessoal e musical...

Pois bem, chegou o verão e durante todo Janeiro eu comprava todos os jornais diariamente e recortava as reportagens sobre as Bandas, Programação, Preparativos....

Bobinho, achei que meu pedido simples aos meus pais seria atendido...de início sinceramente não foi, pois além de não sermos "abastados", eu tinha apenas 14 anos....só eu achava que era velho....hoje percebo minha tenra idade naquele momento...começou o festival, noites viradas vendo as bandas na TV e nada de perspectiva de ir...pois bem....

Chorei...passei dias inteiros chorando, implorando...fazendo de tudo, até que meus velhos e saudosos pais, a fim de se verem livres daquela ladainha, retiraram do pouco que tinham e fizeram a vontade do Temporão...

Dona Janete tirou da "despesa" e falou: " - Fajardo, dá um jeito logo nisso, vai ao Maraca comprar dois ingressos para vc levar essa peste ao Rock In Rio, senão essa choradeira não vai parar"

Lembro disso como se vc hoje....rsss....sorrindo de saudade dos meus velhos!!!

No dia 26 de janeiro, um sábado, muito bem escolhido (Com Capital Inicial, A-há, Information Society, Debbie Gibson, Paulo Ricardo e Happy Mondays cheios de extâse) fomos eu Seu Fajardo para o Maraca....

Com direito a camisa, copão, lanche e dois LP de vinil comprado lá dentro (um do INXS e outro do DEE LITE, ícones daquele festival) me acabei mandando todo mundo TOMAR no CÚ, junto a mais de 200.000 pessoa, ao som de RUN do Information Society....

Meu papis tomando goró numa barraquinha lá dentro, me aguardando...fomos chegar em casa às 04:00 hs da Matina...

Graças da Deus, obrigado Senhor pelos Pais que me deste!

Eu estava neste show abaixo:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não pare para pensar, o tempo é precioso! Comente!